domingo, 8 de novembro de 2009

Lógica da Decisão

A linha tênue das vantagens e desvantagens quando se faz uma escolha é intrigante. Naturalmente escolhemos, tomamos uma decisão ou nos posicionamos baseados e focados nas perspectivas, favorecimentos e conforto - resumindo - escolhemos focados nas vantagens que recebemos em troca. Normalmente perdemos algo ou alguém em detrimento da decisão.

A idéia é tentar uma mudança de ótica, ou seja, antes de escolher o que se quer ganhar, refletir e escolher baseado no que se está disposto a perder.

Essa mecânica está muito ligada ao pensamento estratégico, que muitas vezes temos ao jogar. Se entrarmos em um jogo de xadrez pensando com foco no que vamos ganhar com uma jogada, de forma implacável, recebemos surpresas desagradáveis. Se optarmos pelas jogadas com o foco no que se está disposto a perder, o jogo tende a ficar muito mais interessante e disputado.

Não estou fazendo referência à velha balança em que colocamos coisas boas e ruins para tomar uma decisão sensata. Uma decisão pode ser sensata, mas não necessariamente é ideal. Com essa mudança de foco o risco de não ser ideal é bastante reduzido.

Um comentário:

Kenia Chan disse...

verdade... sempre jogando... como não o fazer?